Como o marketing de influência deixou de ser sobre números para ser sobre valores?

Rede Vitória
19/05/2021 12:16

Recentemente o YouPix, principal portal sobre influenciadores e creators, publicou sua pesquisa ROI & Influência 2021, realizada com 79 empresas brasileiras, que compara os resultados da mesma pesquisa dos anos anteriores e gera insights sobre o comportamento do mercado de marketing de influência.  

Os resultados em geral são muito animadores, como o orçamento para a influência das marcas na faixa de R$ 300 mil e R$ 1.5 milhões aumentou em 68%, e o tópico “A escolha do influenciador” que destaca os 5 critérios mais usados para a seleção e aprovação de influenciadores indicados para o projeto:  

  • Engajamento: 79%; 
  • Conexão com o universo da marca ou produto: 73%; 
  • Adequação e alinhamento com os valores da marca: 72%;
  • Análise do conteúdo já produzido por ele/ela antes: 66%; 
  • Comportamento dentro e fora das redes sociais: 65%. 

Alcance foi citado por apenas 40% das marcas. Nota-se uma mudança no mercado, mais preocupado com valores, conteúdo e responsabilidade do influenciador alinhados com a marca. 

O que esses dados têm a nos dizer? Que hoje, um influenciador não precisa ter milhões de seguidores para conversar com o público da sua marca! A importância dos micro-influenciadores tem crescido fortemente, e uma estratégia bem definida pode ser muito mais assertiva com eles, de acordo com o objetivo da ação.  Também nos deixa bem claro que as marcas têm preferido gastar suas energias (e orçamento!) para falar com o público certo e com o tom de voz certo, criando assim, um relacionamento real entre a marca e consumidores por meio dos influenciadores, o que leva a mais interesse e conversão assertivos.

Quer entender melhor como identificar influenciadores que compartilhem dos mesmos valores que a sua marca? Conheça a Spark Vitória e fale conosco.

Fonte: Newsletter Spark